quinta-feira, 7 de junho de 2018

quinta-feira, 3 de maio de 2018

XV Jornada de História Antiga De 21 a 24 de maio de 2018

*ÚLTIMA CHAMADA DIANTE DE POUCAS VAGAS RESTANTES*


A XV Jornada de História Antiga a ser realizada no período de 21 a 24 de maio de 2018 terá como tema Contatos Interculturais e Migração no Mediterrâneo Antigo. A temática nos remete para um momento muito especial para a equipe NEA/UERJ que comemora os 20 anos de atividades do grupo de pesquisa na elaboração e organização de atividades de científicas relacionadas com a área de História Antiga.

O evento também será uma oportunidade para reavaliar toda a trajetória do NEA, comemorar e refletir sobre a formulação de atividades intencionistas em parceria com o Programa de Pós-Graduação de História da UERJ e demais núcleos de pesquisas domiciliados nas diversas universidades do Brasil e exterior.

Desde o seu início, em 1998, as atividades de pesquisa e extensão desenvolvidas pelo NEA vêm construindo um espaço de debates e diálogos entre os pesquisadores brasileiros e estrangeiros que desenvolvem estudos sobre sociedades antigas, visando à apresentação do estado atual de suas pesquisas.

A temática do XV Jornada de História Antiga possibilitará aos conferencistas, comunicadores e ouvintes verificar como as sociedades mediterrâneas utilizaram os contatos interculcurais para simbolizar e perpetuar as relações sociais, comerciais e políticas entre as diversas comunidades multiculturais da Antiguidade. Nesse mesmo momento, o mundo busca novos caminhos para preservação de contatos e migrações globais que dêem conta da diversidade sociocultural e minimizem enfrentamentos oriundois da intolerância política, social e religiosa.

A proposta do evento nos leva a estabelecer encontros, contatos em meio ao ritual de reflexão e convívio com o outro, realizar as trocas e reafirmar o consenso e a negociação da convivência. O encontro acadêmico nos permite analisar o poder da ritualização e da tolerância com o outro diante da diversidade de cultos e o contato com as diferentes crenças e maneiras de estar juntos tanto na Antiguidade quanto na Modernidade.

O convênio nos leva a celebrar as parcerias, os eventos e as pesquisas realizadas ao longo desses anos de convivência produtiva tanto para os professores quanto para os alunos da graduação e da pós-graduação envolvidos em atividades cujo tema perpassa pelas sociedades antigas pesquisadas no NEA/UERJ.



INVESTIMENTO: Ouvintes R$ 10,00 | Comunicadores R$ 30,00 - CONFERE-SE CERTIFICADO


segunda-feira, 5 de março de 2018

Tratado de Verdun



Mapa sem legenda



Extraído de: Alfredo Boulos Júnior. História, Sociedade & Cidadania, 7º Ano. São Paulo: FTD, 2012, pág. 21.

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Atividades de História - Ensino Fundamental II

Para acessar as atividades da coleção "História, Sociedade & Cidadania", clique no link abaixo para ser direcionado ao Google Drive:


domingo, 4 de fevereiro de 2018

Cadernos Pedagógicos de História 2013-2014

Disponibilizamos aqui para download, em formato PDF, os Cadernos Pedagógicos do Aluno, elaborados pela SME - Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.

São atividades de História para o Segundo Segmento do Ensino Fundamental.

Disciplina: História - 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental


Clique AQUI para ser direcionado para o link no Google Drive.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Recuperação Paralela do 1º Bimestre de 2017 - Portaria 419


Responda as questões a seguir em uma folha de seu caderno com identificação e entregue à professora junto com esta folha ou responda no verso.
Capriche na resposta e na aparência do seu trabalho.


Questão 01 (1,5 ponto)


 
A agroindústria do açúcar foi a primeira atividade econômica implantada na América portuguesa após 1530. Exponha os fatores que levaram a Coroa portuguesa a escolher o cultivo da cana-de-açúcar como atividade central em sua colônia americana.


Questão 02 (2,0 pontos)

Escreva um breve relatório* sobre as capitanias hereditárias, seguindo o roteiro:

a) O que eram.
b) Onde foram empregadas pela primeira vez.
c) Por quê os portugueses resolveram utilizá-las no Brasil.
d) Por quê a maioria das capitanias fracassou.
e) A relação entre as capitanias e o governo-geral.

*Relatório: exposição escrita, objetiva, dos fatos ocorridos na administração de uma sociedade. NÃO RESPONDA EM TÓPICOS OU POR ITEM. É para escrever um pequeno texto.



Questão 03 (1,5 ponto)

Em 1729, o governador da capitania do Rio de Janeiro, Luís Vahia Monteiro, escreveu:

São os escravos as propriedades mais sólidas do Brasil e mede-se a riqueza de um homem pela quantidade maior ou menor de escravos que possui [...], pois muitas são as terras, mas só pode cuidar delas quem tem escravos.”


Responda com suas palavras: Por que, de acordo com Monteiro, a quantidade de escravos era o fator que indicava a riqueza no Brasil e não a posse da terra?

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Curso de Pós Graduação em História Antiga e Medieval - NEA/UERJ 2017

ATENÇÃO!!!


As inscrições do Curso de Pós Graduação em História Antiga e Medieval estarão abertas a partir do dia 14 de Fevereiro até o dia 30 de março


Local das Inscrições: UERJ - Rua São Francisco Xavier 524. 9º andar, sala 9030 A. - Maracanã.

Funionamento: às 3º f e sábados das 10h às 17h. (Até segunda ordem, às quintas não estamos funcionando, devido questões logísticas do campus Maracanã)

Telefone: (21) 23340227
E-mail: neaeventos@gmail.com