terça-feira, 28 de agosto de 2012

Questões - 8º Ano

Questões para provas ou testes de 3º bimestre, de acordo com o Currículo Mínimo do Estado do RJ:



1. Tomada por suas desigualdades, a Constituição de 1824 estava longe de cumprir qualquer ideal de isonomia entre a população brasileira. O imperador tinha amplos poderes em suas mãos e poderia exercê-lo segundo suas próprias demandas. Não por acaso, vemos que essa época foi tomada por intensas discussões políticas e revoltas que iam contra essa estrutura de poder fortemente centralizada. De fato, essa constituição só perdeu a sua vigência ao fim do período imperial. Dentre as características da Constituição de 1824, outorgada por D. Pedro I, NÃO está incluído:

(A) o voto universal e secreto.
(B) o exercício do Poder Moderador pelo monarca.
(C) somente indivíduos com determinada renda poderiam se candidatar.
(D) voto exclusivo aos homens maiores de 25 anos.

2. Observe a charge abaixo e responda:

 
Utilizando os seus conhecimentos do Primeiro Reinado e o que representa a charge acima, indique a única alternativa CORRETA.

(A) A outorga da Constituição de 1824.
(B) A participação popular na elaboração da Constituição da Mandioca (1823).
(C) A Constituição da Mandioca foi elaborada e aprovada pelo Imperador.
(D) A escravidão foi totalmente aniquilada.

3. "Diante do Trono vazio defrontavam-se as províncias, com a propriedade territorial lhes ditando a contextura política, sequiosas de comandar o governo-geral, espreitadas por um gigante tolhido, mas ameaçador: o elemento monárquico, agarrado, em parte, ao manto roto de D. Pedro I e às fraldas do Imperador menino." Identifique o período de nossa história a que se refere o texto acima:

(A) Primeiro Reinado
(B) Primeira República
(C) Período Regencial
(D) República Velha

4. Jogada política dos liberais, que contaram com apoio dos conservadores para antecipar a maioridade de Pedro de Alcântara. O País passava por agitações sociais. Naquele momento, seria a alternativa para colocar um basta na intranqüilidade. Os grupos dominantes (as elites agrárias) acreditavam que o poder centralizado nas mãos do imperador seria fundamental para trazer a tranqüilidade ao Império. O Golpe da Maioridade, datado de julho de 1840 e que elevou D. Pedro II a imperador do Brasil, foi justificado como sendo:

(A) uma estratégia para evitar que o Brasil se dividisse em várias repúblicas.
(B) o único caminho para que o país alcançasse novo patamar de desenvolvimento econômico e social.
(C) a forma mais viável para o governo aceitar a proclamação da República e a abolição da escravidão.
(D) uma estratégia para impedir a instalação de um governo ditatorial e simpatizante do socialismo utópico.

5. O Reinado de D. Pedro II foi marcado por ações que demonstravam o interesse da Monarquia em estimular o crescimento intelectual da nação. Considerando-se essa informação e outros conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar que, entre as principais ações nesse sentido, se destaca:

(A) a criação de instituições de ensino – como a Escola de Minas de Ouro Preto, que, embora voltada à formação das elites, cumpriu importante função na pesquisa e na prospecção de minerais.
(B) a fundação do Museu da Inconfidência, que representou um ato de reparação aos mineiros pela perda, no processo de devassa da Inconfidência Mineira, de seus ilustres intelectuais.
(C) o financiamento da vinda da Missão Artística Francesa, que se propôs estimular e ensinar as mais diversas formas de expressão artística a artistas brasileiros.
(D) o resgate e proteção do Barroco Mineiro – e, consequentemente, de Aleijadinho, seu principal representante como forma de valorização da produção cultural brasileira.

Um comentário:

  1. gostaria de ter acesso ao gabarito para ter certeza das alternativas

    ResponderExcluir

Fique à vontade! Comente!

Comentários ofensivos serão removidos. Se deseja criticar negativamente, faça-o com elegância e educação.